Acordamos cedo pq queríamos passar nas aduanas num horário com menos transito. Tomamos o desayuno e pegamos a estrada as 7:30 h.

Como comentei antes este trecho é chato pra caramba com 120 km de ripio pela frente. As únicas coisas intressantes neste trecho foram a passagem de um “mar” de ovelhas na estrada e a passagem do mar com a balsa.

Após a passagem pelo estrito de Magalhães viramos a esquerda em direção a Punta Arenas. Chegando lá fomos direto a zona franca que fica já na entrada da cidade. Eletronicos muito caros, mas outras mercadorias bem baratas. Comprei o Amarula que a Lorene, minha irmã, me pediu.

Na saída da cidade fomos a um lubricentro verificar o nível do óleo e qual foi a nossa surpresa ao constatar que não tinha descido quase nada. Bem que ficamos com a impressão de que da ultima vez o frentista tinha colocado óleo demais.

Seguimos viajem para Puerto Natales por uma estrada de concretos que era um tapete de lisa. Contei 4 buracos até a cidade apenas.

Ao chegar na cidade mais uma vez fomos atrás da indicação do dono da hospedagem em Ushuaia e de novo não encontramos o lugar. O que não foi problema algum pq Puerto Natales é uma cidade repleta de pousadas, hotéis, albergues e etc.

No primeiro q fomos perguntar o preço já ficamos. O hotel Natales, pequeno mas bem chiquezinho. Ainda deu tempo pra eu dar uma volta pela cidade a pé sozinho. O tio ficou no quarto pq as dores dele estão incomodando de vez em quando.

O visual da cidade com sua baia banhada com águas do oceano Pacifico e as montanhas emoldurando a sua volta é uma beleza.

Amanhã teremos o passeio no parque de Torres Del Paine e mais estrada até El Calafate.

108SONY DSCSONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSCSONY DSC189 188 187 186 185 184 182 181 015 SONY DSC