Sexta dia 18.

Dia 18 tivemos que achar alguém que resolvesse o problema da Ranger (mais um). Como falei antes a mangueira se rompeu.

Rodamos a cidade e não achamos a mangueira em lugar algum, o jeito foi procurar alguma mecânica. Indicaram-nos uma empresa chamada Pejcovick cujo lema é “una montana de soluções”.  Lá eles fizeram o que chamaram de bypass, cortaram a mangueira e colocaram dentro outra, de menor bitola só que rígida, e nas pontas colocaram abraçadeiras fixando tudo. Também soldaram um suporte do estribo direito que estava rachando e ajudaram com o suporte do escapamento.

“Resolvidos” os problemas (depois explico as aspas), fomos passear na principal avenida de El Calafate e resolvemos que merecíamos uma refeição diferente. Fomos comer uma Parrila (churrasco) com cordeiro patagônico. O resto do dia só descansamos e fomos a uma agência de turismo para contratar o passeio Rios de Hielo para o dia seguinte, sábado.

Sábado dia 19.

Acordamos cedo, pois teríamos que estar no porto de Punta Bandeira as 8:30 h. Eu fui na onda da moça da agência e fui só de blusa de lã, maior besteira…  Saímos e então eu lembrei q não tinha pedido um mapa para ir até o porto. Perdi uns 5 minutos achando no GPS só olhando no mapa. Saímos então com pressa e acelerando.

De repente na estrada ouve-se um “psssssisiisiisisiss” bem alto… Era a mangueira do turbo escapando da “solução” que fizeram na Pejcovick… Como não daria tempo de corrigir o problema ali, seguimos assim mesmo sem o turbo, o que deixa a Ranger bem lenta em subidas e mesmo nas retas.

Chegando ao embarcadouro fomos logo pagando a entrada do parque e entramos no barco 5 que fazia o nosso passeio. Saimos antes de todos os barcos que lá estavam, mas apenas pq eramos o mais lento deles. Os outros não tardaram em passar a nossa frente pois fariam o passeio completo com todos os glaciares.

A navegação correu tranquila, com o barco parando para fotos em frente ao iceberg furado das fotos q vou postar e para pegar gelo para tomarmos um whisky 12 anos (acho kkk). Passei o maior frio da minha vida. Apesar do céu azul e o sol brilhante, íamos contra o vento que vinha  dos glaciares e aquilo me gelava a alma… Muiiiiiiiiiiito frio. Tanto é q não tirei tantas fotos quanto em Torres de Paine, tirei apenas 300…

Fomos a 2 glaciares, o Upsala e o Spegazzini. Não da pra descrever em palavras a beleza dos glaciares, só vendo pra saber. Recomendações máximas, junto com TDP de uma viajem inesquecível. Foram 7 horas de navegação que só foram chatas após sairmos da visão daquelas montanhas grandiosas e pegarmos o canal direto ao porto.

Descemos no porto e fomos na Ranger e só ai é que olhamos o cano do turbo que tinha escapado. Tocamos assim mesmo pois tínhamos que ir por terra ao Glaciar Perito Moreno.

Então devagar e sempre seguimos os 40 km de sobe e desce cheio de curvas até o estacionamento da entrada do glaciar. Lá estava lotado. O local tem muitas passarelas de metal e madeira que percorrem uns 2 km pelo meio dos bosques e terminam numa série de balcões onde vc pode tirar centenas de fotos a uma distância de algumas centenas de metros. Chega até mais perto do que os barcos na água. Pena que a passarela que chega mais perto do glaciar estava fechada pois havia o risco de um arco de gelo formado por ela se romper e jogar pedaços de gelo a uma distância de até 200 m.

De início o tio Mário não me acompanhou no passeio pois ele estava com muitas dores. Assim eu segui sozinho pelo lado esquerdo das passarelas. Quando eu estava chegando ao lado esquerdo delas, lá estava o tio num dos balcões. Fiquei feliz pq não queria que ele perdesse esta beleza.

Tirei muitas fotos e tbm fiz alguns vídeos de gelos se desprendendo e caindo na água com um estrondo alto. Saímos de á as 19:00 h pq tínhamos q pegar as roupas que deixamos na lavanderia.

Ps.: Soubemos dias depois pelos jornais e internet que a ponte de gelo q ameaçava ruir caiu as 19:18 h… Ou seja 18 minutos depois de sairmos dali😦 ….. Não pudemos ver este espetáculo da natureza por causa das roupas lavadas…

Foi mais um dia maravilhoso nesta viajem de problemas e belezas. Afinal nem sempre temos apenas as rosas, sempre haverão os espinhos pela frente.

SONY DSC001008016021 022023026 027028029 031033036 043047060064183108 109110111112119137 140147148 151170176 181185210 SONY DSCSONY DSC216 217240210213214215229236 238240247SONY DSCSONY DSC  SONY DSC SONY DSCSONY DSC SONY DSC SONY DSCSONY DSCSONY DSC SONY DSCSONY DSC SONY DSCSONY DSC SONY DSCSONY DSCSONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC